Estudio Fmesperançanosa

Estudio Fmesperançanosa
Conquistando Nações

Siga Este Blog !!




Ola ! A Paz Do Senhor , Gostaria De Agradecer A Voce Que Ja E Seguidor Do Nosso site , E Gostaria De Pedir A Voce Que Ainda Nao Faz Parte Deste Grupo !! junte-se a nos

VAMOS LA , !!











Google+ Seguidores

Seguidores

Biblia Oline

SEMEAR

SEMEAR... Quem planta árvores, colhe alimento. Quem semeia flores, colhe perfume. Quem semeia o trigo, colhe o pão. Quem planta amor, colhe amizade. Quem semeia alegria, colhe felicidade. Quem planta a vida, colhe milagres. Quem semeia a verdade, colhe confiança. Quem planta fé, colhe a certeza. Quem semeia carinho, colhe gratidão. No entanto, há quem prefira, semear tristeza e colher desconsolo, plantar discórdia e colher solidão, semear vento e colher tempestade, plantar ira e colher desafeto, semear descaso e colher um adeus, plantar injustiça e colher abandono. Somos semeadores conscientes, espalhamos diariamente milhões de sementes ao nosso redor. Que possamos escolher sempre as melhores, para que, ao recebermos a dádiva da colheita farta, tenhamos apenas motivos para agradecer.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Power Rangers: filme estreia e traz transformação de heroína protagonista em homossexual

Power Rangers, o filme que reconta a origem dos heróis que ficaram famosos por conta da série que foi apresentada na TV entre 1993 e 1999, estreou nos cinemas ontem, 23 de março, abordando também a homossexualidade, através de uma das protagonistas, seguindo o mesmo caminho de A Bela e a Fera.
No filme que está em cartaz, a Ranger Amarela, interpretada pela cantora Becky G, de origem latina, é uma das que mais se destaca e se revela homossexual no desenrolar durante o processo de transformação em heroína, no contexto da história de ficção.
A própria atriz comentou a decisão dos roteiristas de transformar a personagem em homossexual: “Power Ranger sempre representou a diversidade. E Trini não se conhece, e é nesse momento que ela diz em voz alta: ‘Eu nunca disse nada disso em voz alta’ e Zordon diz: ‘Você deve deixar todas suas máscaras para usar essa armadura.’ É verdade. As pessoas devem se aceitar como são”.
A ideia de que é preciso transformar um personagem de uma história infanto-juvenil em homossexual vem se transformando em prática recorrente. Há uma semana, estreou a superprodução A Bela e a Fera, da Disney, em que o assistente pessoal do protagonista se revela gay.

De acordo com informações do NerdSite, no entanto, Power Rangers não se ateve apenas à bandeira LGBT no filme, e promoveu a inclusão de um protagonista com autismo. Billy, o Ranger Azul – interpretado por RJ Cyler – é um personagem com característica especial.
“Eu sabia que era meu trabalho mostrar, você sabe, que as pessoas que estão no espectro são apenas pessoas comuns, literalmente. Como eu e Becky conversamos, eles têm sentimento da mesma maneira, eles têm as mesmas emoções, eles querem ser amados, querem que as pessoas os amem, querem relacionamentos. Você entende”, conceituou.
O filme traz atores consagrados pela crítica de Hollywood, como Bryan Cranston (Breaking Bad) e Elizabeth Banks (Jogos Vorazes), direção de Dean Israelite (Projeto Almanaque), e roteiro de Zack Stentz e Ashley Miller, que escreveram filmes como Thor e X-Men: Primeira Classe.
fonte:https://noticias.gospelmais.com.br

Thalles pede perdão a evangélicos por declarações infelizes sobre a música gospel: “Falei bobagens”

  Resultado de imagem para thalles roberto no jota quest
halles pede perdão pela forma como tratou seus colegas cantores no passado. Esse foi o grande assunto dos evangélicos nas redes sociais nesta quinta-feira, 23 de março. Arrependido, o artista mineiro disse que passou por um período de aconselhamento e reflexão, e decidiu se retratar.
A polêmica começou em julho de 2015, quando o cantor anunciou que daria mais atenção ao mercado secular, pois no meio gospel só tinha “gente fraca” musicalmente falando, e que cantar nas igrejas era “bater em bêbado”
“Eu sou diferente no meio gospel. Senhor, eu estou acima da média. ‘Você está acima da média porque você está no meio de gente fraca. Quero ver você ficar acima da média lá fora, na frente de Ben Harper, Usher, quero ver você lá fora’”, afirmou o cantor na ocasião, reproduzindo o que teria ouvido de Deus.
A repercussão foi ampla, cantores, pastores e principalmente o público repudiaram a postura do cantor, que demonstrava estar com o ego inflado. Desde então, Thalles tornou-se um artista esquecido pelo público, sem agendas. A Igreja Renascer abriu as portas a ele e sua esposa, e desde então, o cantor vinha atuando apenas como pastor na denominação, sem holofotes.
Nesta quinta-feira, ele veio a público em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, pedindo perdão aos que se ofenderam com suas declarações, e fazendo um mea-culpa, disse que não tentaria justificar seu erro.
“Eu não quero me justificar. Eu quero assumir o meu erro diante de todas as pessoas. Assumir o meu erro diante de todos os meus irmãos cantores, às pessoas que eu falei todas aquelas bobagens”, disse.
+ Confira lista das maiores polêmicas em que o cantor se envolveu nos últimos anos
À época, Thalles ensaiou um pedido de desculpas após ser duramente criticado pelo cantor Leonardo Gonçalves, que publicou um artigo sucinto e contundente. No entanto, na ocasião, disse apenas que tratava-se de um mal entendido. Não havia admitido seu erro.
“Hoje eu entendo que chegou um tempo muito especial. Um tempo de pedir perdão às pessoas que ficaram magoadas porque, há um tempo atrás, um vídeo foi divulgado na internet de umas declarações que eu fiz. E machucou muita gente”, afirmou Thalles.
“Pude falar com Anderson Freire, falei com André Valadão, falei com Fernandinho, falei com a Bruna Karla, eu chamei os meus irmãos e falei, pedi perdão a eles. Pedi perdão a alguns pastores e vou continuar fazendo isso. Mas eu não podia fazer isso sem vir publicamente gravar este vídeo”, acrescentou, demonstrando consciência das consequências.
Assista ao vídeo na íntegra com o pedido de perdão de Thalles Roberto:
Fonte:/noticias.gospelmais.com.br

quinta-feira, 23 de março de 2017

Vacina contra febre amarela não é ‘veneno mortal’ Sites inventam que problema teria sido descoberto após vacinação de 40 milhões de pessoas. Ministério da Saúde diz que vacina é "segura e eficaz"

Vacina febre amarela
Enquanto o Ministério da Saúde recomenda a vacinação contra a febre amarela em dezenove estados brasileiros, conta 144 mortos pela doença e 488 casos confirmados (números da última segunda-feira), sites como o Saúde, Vida e Família e o Pensa Brasil propagam o boato de que “Depois de vacinarem 40 milhões de pessoas, descobriram que a ‘VACINA DA FEBRE AMARELA É UM VENENO MORTAL’”.
A irresponsabilidade é a prova de que criar notícias falsas sobre mortes reais de pessoas não é o bastante para os profissionais da mentira na internet. Limites e consciência simplesmente não existem nesse ramo, que, por outro lado, pode ser bastante rentável: só no Saúde, Vida e Família, o conteúdo foi lido 939.200 vezes; no Pensa Brasil, foram 4.000 compartilhamentos.
Os dois sites têm entre seus anunciantes a Prefeitura de São Paulo, que veicula ali o programa “Nota do Milhão”, lançado pelo prefeito João Doria (PSDB) no início de março.
O texto mentiroso diz o seguinte:
“Um dos possíveis efeitos secundários da vacina Febre Amarela que já matou e incapacitou centenas de Brasileiros tendo sido confirmados 500 casos com esta vacina.
Esta vacina ataca diretamente o sistema nervoso e causa problemas de respiração, paralisia e pode até levar à morte.
[…]
Se tomas vacinas contra a Febre Amarela, é provável que estejas a ser envenenado aos poucos, pois sabe-se que estas contêm produtos químicos neurotóxicos e metais pesados em concentrações alarmantes! Para além disso, não existe uma forma segura de mercúrio, tal como não existe forma segura de heroína. Todas as formas de mercúrio são consideradas altamente tóxicas quando injetadas no corpo! compartilhe máximo que puder!”.
Por meio de nota enviada ao blog, o Ministério da Saúde, que comprou cerca de 12 milhões de doses da vacina e deve entregá-las até o final deste mês, garante que “as vacinas contra a febre amarela são seguras e eficazes quando administradas de acordo com as normas estabelecidas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI)”.
A pasta pondera que a vacina, “como qualquer imunobiológico”, é contraindicada a alguns grupos de pessoas, mas que “trata-se de uma vacina altamente imunogênica (confere imunidade em 95% a 99% dos vacinados), bem tolerada e raramente associada a eventos adversos graves”.
As contraindicações são a crianças menores de seis meses de idade e mulheres que estão amamentando bebês menores de seis meses de idade. Devem ser avaliados por um médico antes de vacinados: pacientes portadores de alguma imunossupressão, seja congênita ou adquirida, gestantes, pessoas acima de 60 anos, pessoas com reação alérgica grave à proteína do ovo ou gelatina.
“É muito importante o cumprimento dessas orientações, pois a vacinação de forma inadvertida poderá, mesmo que raramente, causar eventos adversos graves pós-vacinação”, adverte o ministério.
No meio do texto da notícia falsa, desembesta-se falar também sobre a vacina contra a gripe e os “riscos associados à mesma”:
“Segundo quase todas as histórias publicadas, as vacinas contra a gripe oferecem praticamente proteção certa contra a febre enquanto que o risco nunca é mencionado. Na própria bula é revelado que a vacina nunca foi submetida a ensaios clínicos científicos: ‘Não houve estudos controlados que demonstrem adequadamente uma diminuição na doença influenza após a vacinação com Flulaval’, é o que se pode ler no folheto informativo num texto minúsculo que ninguém lê”
Mesmo assim, as farmacêuticas e várias outras entidades incentivam à vacinação contra a gripe por parte de mulheres grávidas. A mesma entidade que admite que a vacina nunca foi testada, admite também abertamente que esta contém produtos químicos neurotóxicos!”
Na mesma nota enviada ao blog, o Ministério da Saúde esclarece que “todas as vacinas ofertadas no Sistema Único de Saúde passam por um processo rigoroso de avaliação de qualidade, obedecendo a critérios padronizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Após aprovação em testes de controle do laboratório produtor, cada lote de vacina é submetido à análise no Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS)”.
fonte:http://veja.abril.com.br

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Após crítica de Paris Jackson, comédia com Fiennes é cancelada Filha de Michael Jackson disse ter ficado enojada com a interpretação que o ator fez do pai dela






Joseph Fiennes interpreta o cantor Michael Jackson em 'Elizabeth, Michael and Marlon' (Reprodução)

O canal britânico Sky Arts decidiu não transmitir um telefilme sobre Michael Jackson depois que sua filha, Paris Jackson, disse que estava “incrivelmente ofendida” com a interpretação de Joseph Fiennes do astro da música, segundo informa o site The Hollywood Reporter.


“Tomamos a decisão de não transmitir Elizabeth, Michael e Marlon, um episódio de meia hora da série Urban Myths, à luz das preocupações expressas pela família de Michael Jackson. Nós nos propusemos a dar uma olhada leve nos fatos declarados verdadeiros e nunca pretendíamos causar qualquer ofensa. Joseph Fiennes apoia plenamente a nossa decisão”, diz um comunicado do canal enviado ao Hollywood Reporter.

O telefilme estava planejado para ir ao ar em 19 de janeiro. A comédia mostraria uma suposta viagem feita por Michael Jackson de Nova York para Los Angeles com Elizabeth Taylor e Marlon Brando após os ataques de 11 de setembro. Joseph Fiennes interpreta Jackson, enquanto Stockard Channing retrata Taylor, e Brian Cox, Brando.

Na quinta-feira, Paris Jackson foi ao Twitter mostrar sua indignação após o lançamento de um trailer para o episódio. A garota de 18 anos de idade disse que sentiu vontade de vomitar ao ver o ator interpretando o pai dela. “Me irrita ver quão obviamente intencional foi para eles ser tão insultante, não apenas com meu pai, mas também com minha madrinha Liz”, completou.
FONTE:http://veja.abril.com.br/

quarta-feira, 4 de maio de 2016

quarta-feira, 27 de abril de 2016

TSE manda PSDB devolver R$ 1 milhão ao Fundo Partidário


Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou nesta terça-feira (26) que o PSDB devolva aos cofres públicos R$ 1,109 milhão por causa de irregularidades na prestação de contas de 2010.
A Corte não analisou os gastos de campanha, mas somente os recursos recebidos do Fundo Partidário para a manutenção do partido.
Os ministros aprovaram as contas com ressalvas, decorrentes de problemas na apresentação de notas fiscais dos gastos naquele ano.
Foram encontrados documentos ilegíveis e despesas não explicadas, por exemplo, mas sem dolo (intenção de cometer ilícitos) por parte dos responsáveis.A defesa do partido não havia sido localizada até a última atualização desta reportagem.
No ano passado, o TSE também chegou a aplicar multa ao PT no valor de R$ 4,9 milhões, ao desaprovar as contas de 2009 do partido, por irregularidades na arrecadação e nos gastos realizados pelo partido naquele ano. As contas de 2010 do partido, não relacionadas às eleições, ainda estão sob análise do ministro Luiz Fux.
Na sessão desta terça, os ministros também analisaram as contas de outros dez partidos. Foram aprovadas com ressalvas as contas de 2010 do PC do B, PSB, PSDC, PV, PRP, PSDB, PTN ePMDB. Foram desaprovadas as contas do PRTB, PMN e PDT.
Ao final, os ministros acordaram que, com base nos julgamentos desta terça, poderão analisar individualmente as contas pendentes dos demais partidos, cujo julgamento prescreve no próximo sábado (30). Das decisões individuais, caberá recurso ao plenário da Corte.
fonte:http://g1.globo.com/

segunda-feira, 14 de março de 2016

Série de TV mostra o surgimento do Anticristo Damien conta história de jovem que seria preparado para liderar o apocalipse


Em 2015 estreou a primeira temporada do seriado “The Messengers”, que mostrava um grupo de humanos transformados sobrenaturalmente em anjos que deveriam impedir o surgimento do Anticristo (que no caso era uma menina de 8 anos).
Não por coincidência, no início de 2016 a TV aberta americanapassou a exibir o seriado “Lucifer”, que mostra como o demônio cansou do inferno e decidiu morar em Los Angeles. Embora Deus não tenha gostado da ideia, não é capaz de fazer nada.
Na mesma época, um seriado produzido na Inglaterra chamado You, Me and the Apocalypse [Você, eu e o Apocalipse] foi ao ar pela NBC, emissora com as maiores audiência nos Estados Unidos.
A história mostra uma versão cômica do que seria o Apocalipse nos dias de hoje, com o mundo todo se preparando para morrer enquanto o Vaticano se esforça por achar o novo Messias. Para muitos teólogos o apoio de grupos religiosos será uma das marcas do Anticristo.
Esta semana, estrou no canal A&E a série “Demien”, que deveria ser uma espécie de continuação de A Profecia, filme de terror lançado em 1976. O roteiro, 40 anos depois, mostra um fotógrafo que descobre quem é o Anticristo. A partir daí, ele começar a lembrar de coisas terríveis do seu passado e a perspectiva de ter de cumprir um destino que ele não sabe se deseja.
Ele acaba de completar 30 anos e descobre sobre sua nova condição enquanto cobre a guerra na Síria. De repente, uma mulher que aparenta estar endemoninhada o pega pelo rosto e diz a frase mais famosa do filme original: “É tudo por você!”.
Damien (interpretado por Bradley James) acaba encontrando Ann (Barbara Hersey), uma aliada misteriosa, e um detetive (David Meunier) que começa a conectar todas as mortes e problemas que aconteceram das pessoas que se aproximarem desse homem aparentemente comum. Uma exorcista do Vaticano (Robin Weigert) recebe ordens de apenas coletar dados sobre ele, mostrando a complacência da igreja.
Curiosamente, ele parece não desejar iniciar o apocalipse sobre a terra. Não faz deliberadamente coisas terríveis, mas elas acontecem mesmo assim. Ele parece mais uma vítima de uma força maligna que alguém com poderes sobre ela. Em determinado momento, entra em uma igreja, se ajoelha diante de uma imagem de Jesus e questiona: “O que eu fiz para isso me acontecer?”.
Embora esteja cedo para saber que tipo de sucesso o programa terá, a campanha de lançamento chamou atenção da mídia. Na sua página oficial, os espectadores são convidados a enviar selfies. Elas recebem um tratamento fotográfico instantânea, que lhes confere a imagem de um demônio. Essas imagens são chamadas de #Hellfies (selfies do inferno).
Filmes de terror tem seu público e continuam sendo lançados com frequência. Contudo, chama atenção que a popularização da imagem do Anticristo e de Satanás parece ser algo crescente e não causa nenhum estranhamento.
Assista ao trailer:

Acuado por investigações, Lula se compara a Jesus Tentativa de se colocar como messias brasileiro é recorrente no discurso do petista

Após ser levado em condução coercitiva para depor nas investigações da Lava Jato dia 4 de março, o ex-presidente Lula faz vários discursos se defendendo. Em um deles se comparou a uma jararaca, que foi atingida, mas não morreu. A maioria dos telejornais transmitiram esse pronunciamento.
No mesmo dia 4, diante de uma plateia formada por militantes do PT, da CUT, além de diversos apoiadores, reclamou do que considera perseguição. Durante sua bravata pública, cujo vídeo surge na internet agora, tentando se defender das acusações, tentou comparar-se com Jesus Cristo.
“Eu falo para o meu filho: ‘Não fica com raiva. É assim, meu filho. Vamos suportar. Jesus Cristo sofreu mais do que nós. Tiradentes foi crucificado e somente depois de mais de cem anos que ele foi transformado em herói. Se a gente tem que pagar esse preço, vamos pagar. Nós vamos lutar”, disse.

Comparação recorrente

O coitadismo de Lula e seu uso de metáforas religiosas são conhecidos. Em 2010, durante a primeira campanha de Dilma Rousseff a presidência, fez a seguinte comparação: “Essa mulher (Dilma) foi barbaramente torturada. Não existe nada mais grave que o ser humano possa fazer com o outro do que torturar. Vocês sabem porque Jesus Cristo foi torturado”.
Poucos meses depois, ainda em campanha, comparou a si mesmo: “Meu corpo estaria mais arrebentado que o corpo de Jesus Cristo depois de tantas chibatadas”. Era uma menção às acusações que já envolviam seu nome durante o escândalo do mensalão.
Em 2014, durante um comício onde pedia votos para a reeleição de Dilma, Lula fez novamente esta comparação. Ao mesmo tempo que atacava os políticos do PSDB, se vitimizou: “Outro dia eu falei para eles: vocês são mais intolerantes que Herodes, que mandaram matar Jesus Cristo com medo de ele se tornar o que virou”.
Um ano depois, com Dilma já reeleita e os escândalos do petrolão sendo veiculados a todo momento,voltou a usar a analogia e alegar perseguição injusta.
Falando sobre os primeiros petistas presos, ex-presidente disse: “Eu lembro quando Herodes mandou marcar todas as crianças. E Maria e José tiveram que fugir com Jesus Cristo. Ele ficou 30 anos que a gente não sabe o que aconteceu na vida dele. Quando ele voltou, em três anos transformou a história da humanidade. E o que fizeram com ele? Crucificaram”.
FONTE GOSPOELPRIME

Atenção

* A Radiofmesperançanossa- não formula notícias, artigos ou vídeos, salvo quando os mesmos são citados como criação própria. Todas as nossas publicações são reproduções fiéis de sites de terceiros. Sendo assim, o conteúdo e/ou opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores, cujas informações estão contidas nos links da fonte, e não refletem, necessariamente, a opinião da Radiofmesperançanossa

Face Comentarios